Track dos tempos

sábado, 30 de julho de 2011

O Fenômeno Canicule

O que é o Fenômeno Canicule??? Canicule é uma onda muuuuuito forte de calor durante no mínimo 3 dias em pleno verão, ou seja, bem mais forte que a média das temperaturas médias do verão.

Pois é, e pra quem acha que em Montreal não tem calor....oooooooorra, tem até de mais... Semana passada teve o tal do canicule e por alguns dias a temperatura ficou acima de 40 graus, sendo que teve dia q a sensação térmica bateu nos 49 graus. Até com ar condicionado estava difícil de sobreviver. Segundo o Weatherbase, a média de temperatura de Montreal durante o verão é de 26,7 graus, então 40 graus é mesmo acima do normal.

Bom, outro dia eu estava assistindo um documentário na Discovery Channel q falava da mudança do clima no mundo. Uma das matérias desse documentário falava justamente que em Montreal a tendência é ter invernos cada vez menos frios e verões mais quentes. Isso está relacionado ao aquecimento global. Agora uma informação nova é em relação a quantidade de neve que cai em Montreal em relação a Europa. A tendência é cada vez cair mais neve na Europa e menos em Montreal. Isso está acontecendo devida às mudanças das correntes marítimas causada pela dessalinização.

Será que um dia teremos inverno sem neve em Montreal??? Pode até ser, mas acho q não nos próximos mil anos...

Abraço!!!

quarta-feira, 27 de julho de 2011

1 ano de Canadá

Opa gente... Hj estou fazendo 1 ano de Canadá, apesar que estou no Brasil nesse momento e fico aqui até 20 de agosto. A Lori e a Lara farão 1 ano só em setembro.

Bom nesse 1 ano fizemos muitos amigos, alguns se tornaram nossa segunda família, amadurecemos nossa visão em relação ao Canadá, aprendemos muita coisa nova, novos idiomas, novas culturas, mudamos nosso ritmo de vida, e mais um turbilhão de coisas que só quem imigra de um país para outro sabe. Já passamos por todas as fase do imigrante. Primeiro veio a empolgação inicial, depois o questionamento se estamos fazendo a coisa certa e no final uma rotina é criada e a gente começa a caminhar conforme a realidade.

Não vou ficar fazendo comparações ao Brasil pq isso é injusto e sempre gera discussões. Os 2 países tem seus pontos positivos e negativos. Mas posso falar o q é bom e ruim no Canadá, mas especificamente no Quebec, q em alguns pontos é bem diferente do resto Canadá.

Bom, a primeira coisa é que em Montreal a coisa mais rara de se encontrar é um montrealense puro. Parece que todo mundo é imigrante, ou filho de imigrante. Quase 1/3 da população tem descendência italiana, mas tb tem muito árabe, indiano, chinês, africano, latino, francês, ou seja, realmente é uma mistureba geral de povos e culturas. Por exemplo, na escolinha da Lara ela tem amiguinhos mexicano, salvadorenho, colombiano, marroquino, egípcio, chinês, africano, russo, francês, australiano, e tb quebequense. Com tudo isso Montreal se torna uma cidade bem cosmopolita, e todas as diferentes culturas conseguem viver em harmonia.

Um dos maiores problemas para os brasileiros é em relação ao idioma. A maioria chega no Quebec sem um bom nível de francês e alguns ainda com um inglês fraquinho. Com isso fica mais difícil arrumar um emprego, se virar no dia-a-dia, compreender o que as pessoas dizem, etc. O maior conselho que dou para todo mundo que quer imigrar é estude o máximo de francês possível ainda no Brasil.

Outro problema que temos em Montreal é em relação a vandalismo. Em Montreal existem algumas gangues e algumas dessas gangues são jovem q cometem vandalismo. A maior parte desses vandalismo é aplicada aos veículos. Por exemplo, já quebraram 2 vezes o vidro do meu carro. Na segunda vez foi quebrado mais uma porção de vidros de outros carros no bairro. As vezes eles passam riscando todos os carros. Outro dia quebraram um monte de limpador de para-brisa. Mas em relação a nossa integridade física, disso eu não tenho do que reclamar. Em Montreal é muitíssimo raro acontecer um assalto a mão armada. Dificilmente alguém irá colocar uma arma na nossa cabeça, nos ameaçar, ou ir com a gente num caixa eletrônico sacar o dinheiro. O que acontece são pequenos furtos, normalmente cometidos pelas gangues ou algum viciado em droga. Em Montreal a gente pode falar no iPhone em qq lugar, ou abrir o notebook no ônibus ou na rua e ninguém vem nos roubar. É normal a gente ver o pessoal usando o iPad em todo lugar.

Agora vem o maior problema do Quebec. O sistema de saúde do Quebec é público e como qq sistema de saúde público no mundo ele tb está sobrecarregado, por falta de mão de obra qualificada. Tem gente que chega a ficar 10 horas no hospital. É claro que quem chega numa emergência tem prioridade e é atendido rapidamente. Eu já tive que ir ao hospital com a Lara 2 vezes. Nas 2 vezes fui ao Hospital Sainte-Justine e não tenho do que reclamar. Fomos bem atendido e os funcionários, médicos e enfermeiros foram bem atenciosos. Na primeira vez ficamos 2:50 horas e na segunda foi apenas 1:40 hora. No Quebec o sistema de saúde funciona dessa forma: a gente primeiro passa no médico generalista ou no médico de família, que tb é um generalista, e se temos um problema que requer um especialista ele nos encaminha. Os médicos generalistas e de família são escassos, normalmente tem uma fila de espera para se tornar paciente dos médicos de família, e é preciso persistência. Quem não tem médico de família deve ir diretamente a um generalista e é aí que está a demora. Agora nós já conseguimos uma médica de família, Dra.Dolan, na clinica da família do Saint-Mary. Ela é um amor de pessoa e super atenciosa. Cada consulta com ela dura mais de 1 hora e ela pergunta tudo. Ela já passou pra Lori aqueles exames q as mulheres fazendo todo ano. Eu vou fazer um check up geral em agosto. Ela já aplicou as vacinas na Lara. E qdo eu chego atrasado na consulta (quase sempre) ela está lá na sala de espera me esperando. Pra marcar consulta com ela é bem rápido, normalmente consigo uma consulta pra 1 ou 2 dias depois. Eu coisa boa na área de saúde, e que isso só tem na província do Quebec, é que o governo do Quebec paga um % dos medicamentos, então quem precisa de medicamento caro não fica na mão.

Mais um ponto q muitos consideram negativo, mas nós não achamos, é o inverno. O frio é realmente de lascar mas nada que nos faça ficar de molho em casa. A estrutura para o inverno é muito boa. Esse último inverno que passou dizem que foi um dos mais rigorosos dos últimos anos mas nós não deixamos de sair de casa por causa do frio nenhum dia. A temperatura mais baixa foi -32 C ou algo assim, mas a média fica entre -5 C e -10 C. A verdade é que o ser humano se adapta. No meio do inverno, qdo já estamos adaptados ao frio, se fizer 0 graus a gente já sai na rua sem touca e luvas, e já acha fresco. Todos os lugares tem calefação e as roupas são feitas pra suportar o frio sem precisar ficar usando um monte de roupa. O maior problema do inverno é o gelo que pode se formar nas ruas e calçadas e podem causar acidentes, mas pra isso, em Montreal, a prefeitura está sempre jogando sal e brita. Outro problema, pra quem tem carro, é qdo tem tempestade de neve e a gente tem que cavar o carro pra poder sair. A operação déneigement de Montreal é muito eficiente. Logo depois que cai a neve os caminhões já estão nas ruas fazendo a limpeza. Tem um post que eu até fiz um vídeo da operação déneigement. Clique aqui para ver o post. O importante no inverno e não ficar em casa. Pra isso existem muitas atividades, festas e festivais por toda Montreal durante o inverno. Sem contar com os esportes de inverno nas montanhas.

Aí vem o verão, super quente e úmido. Teve dia que a sensação térmica chegou a 49 graus. Muitas noites a temperatura fica acima de 30 graus. Realmente é o extremo do inverno. E no verão a cidade parece que fica mais feliz. Todo mundo nas ruas. Muuuuuitos turistas. Vários festivais e shows gratuitos. Tem as corridas da Formula 1 e da NASCAR. As piscinas públicas e as praias estão sempre cheias. Bicicletas pra todo lado. E muita gente aproveita essa época do ano pra tirar férias e viajar com a família e amigos.

Bom, hj a gente sabe que a imigração não é para qq pessoa. A gente chega num país novo sem nenhum histórico de vida, sem documentos, a maioria chega sem emprego, sem família, sem os velhos amigos, com diferentes culturas e muitos nem falam o idioma. Tem que começar tudo desde o início. Realmente é uma grande mudança e o desafio é gigantesco. No nosso caso achamos que fizemos a coisa certa. A Lara está com 2 anos de idade e já está falando muitas coisas em português e em francês, além de entender tudo em português, francês e inglês. O Lori já está falando bem o francês e já quer entrar num MBA no primeiro semestre do ano que vem. E provavelmente eu vou começar um mestrado no segundo semestre de 2012.

Bem, teriam muitas outras coisas pra ir falando aqui, mas praticamente já tem tudo escrito no blog e assim eu ficaria muito repetitivo. O importante é que estamos adaptados e gostando de Montreal, e assim vamos vivendo a vida, felizes no Canadá e ainda sem planos para voltar a morar no Brasil.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Viagem pro Brasil

aeeeee galera no Brasil... hj (2 feira) estamos indo pro Brasil e chegamos aí amanhã. Nós ainda vamos fazer uma conexão em Nova York. Vamos de Delta até Nova York e depois TAM até São Paulo. Não volta vamos voltar tudo pela Air Canada, com conexão em Toronto.

Bom, eu volto pra Montreal no dia 20/08, mas a Lori e a Lara só vem no dia 15/09. E ao contrário do que muita gente pensa, não vou estar de férias não. Vou trabalhar normalmente. Vou ficar a maior parte do tempo em São Paulo, mas devo passar uns dias em Curitiba tb. Já a Lori e a Lara vai ser o oposto pq elas ficam a maior parte do tempo em Curitiba e passarão alguns dias em São Paulo.

Já vão preparando as churrasqueiras, e já quero logo tomar uma num boteco com mesinha de metal e copinho americano!!! rsrsrsrsrsrs

Abraços e o próximo post será diretamente de São Paulo.

E boa viagem pra gente!!!!

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Imagens de Junho/2011

Pessoal, aqui estão algumas fotos de junho/2011. No final ainda tem um videozinho do GP de Formula 1 de Montreal.
GP de Formula 1 do Canadá
Massa tentando passar... Só tentando...
Lara em algum lugar no Porto Velho de Montreal
Porto Velho de Montreal num domingo
Ainda no Porto Velho
Cirque du Soleil - TOTEM
Centro velho (Vieux Quebec) em Quebec City
Ainda no Vieux Quebec
Quebec City
Chateau em Quebec
Família em Quebec
video
 Relargada depois da chuva do GP de F1 do Canadá.